05
dez

Mãe de garoto que escreveu ao Papai Noel é internada em SP

Publicado em Notícias

mae-internada

O sonho de um adolescente de 14 anos, de Fernandópolis, que pediu ao Papai Noel para que a mãe dele fosse internada em uma clínica de reabilitação para dependentes químicos, tornou-se realidade às 11h30 de ontem (quarta-feira), dia 4.

Acompanhada por uma auxiliar de enfermagem e um motorista do Cratod (Centro de Referência de Álcool, Tabaco e Outras Drogas), ligado à Secretaria Estadual de Saúde, a mulher seguiu viagem para São Paulo, onde inicia o tratamento para tentar ficar livre do crack.

A história do garoto ficou conhecida após uma funcionária da Santa Casa de Fernandópolis e seu noivo adotarem a carta que havia sido postada nos Correios. O pedido foi encaminhado para o setor social do hospital que, com ajuda do juiz da Vara da Infância e Juventude, Evandro Pelarim, iniciou mobilização para conseguir atendê-lo.

Ainda no início da noite desta quarta-feira, a mãe do adolescente deveria passar por uma triagem no Cratod. Ela será acompanhada por um psiquiatra e uma equipe multidisciplinar, que vai dar início ao processo de desintoxicação.

Após esse período, que vai depender da avaliação médica, a paciente será encaminhada a uma das clínicas de recuperação conveniadas ao governo do Estado. De acordo com a auxiliar de enfermagem Maria Luiza Santos Troti, do Centro de Referência, a mãe do adolescente pode ser internada em cidades como Espírito Santo do Pinhal, Itapira, Barretos, São José do Rio Preto, São Bernardo do Campo, Campinas, Assis, Campos do Jordão, Mogi das Cruzes, entre outras.

“Ela ficará, aproximadamente, um mês fazendo a desintoxicação. Depois, será encaminhada novamente ao Cratod, que fará uma nova avaliação sobre a situação dela. Ela pode pedir para novamente ser internada, inclusive em um lugar mais próximo da família, ou, caso ela tenha condições, será encaminhada para o Caps (Centro de Atenção Psicossocial), que fará os encaminhamentos necessários”, explicou.

LUZ 

Antes de deixar a Santa Casa de Fernandópolis, onde foi levada para receber os primeiros atendimentos antes da viagem, a mãe disse estar confiante na sua recuperação. “O tratamento é a minha luz no fim do túnel. Eu jamais imaginei que meu filho fosse pedir esse tipo de presente para Papai Noel, mas fiquei muito feliz porque é um presente que fará bem para nossa família.”

SORRISO 

O adolescente não escondeu no rosto a alegria de ver a mãe sendo encaminhada ao tratamento. “Ainda bem que meu pedido foi atendido”, comemorou. Mesmo com um sorriso tímido, ele agradeceu a ajuda que recebeu de diversas pessoas que se comoveram com sua história. “Eu fiquei muito feliz porque sei que tive mais de um Papai Noel que atendeu meu pedido”.

Agora, ele disse que está esperançoso para reencontrar a mãe livre do crack. “Eu vou sentir saudades, mas quero que ela só volte quando estiver bem e pronta para cuidar da gente”, falou ao lado da irmã de 6 e do irmão de 8 anos. Ele ainda tem uma irmã de 15 anos, que tem uma filha de 1 ano.

MISSÃO CUMPRIDA 

O provedor da Santa Casa de Fernandópolis, Geraldo Silva de Carvalho, conversou pessoalmente com a mãe do adolescente na manhã de ontem. Para ele, fica a expectativa de que a mulher possa se livrar das drogas. “Estamos torcendo e esperamos que o presente do adolescente seja satisfatório e proporcione paz no seu lar.”

A enfermeira e o noivo, que foram os responsáveis por adotar a carta do adolescente, também ficaram felizes em poder ajudar a família. “Estamos aliviados porque sabemos que o pedido do garoto foi atendido e estamos na torcida para que tudo dê certo. O mais importante para nós é a felicidade da família do adolescente.”

Open chat
1
Olá! Problemas com drogas ou álcool? Vamos lhe ajudar!