16
mar

Qual são as drogas mais viciantes do mundo?

Publicado em Artigos

Drogas

A pergunta parece simples, mas a reposta para ela depende do ponto de vista. A mais viciante é a que tem mais potencial de danos à saúde do usuário, a que tem preços mais baixos (e, consequentemente, mais facilidade de ser comprada), a que mais age no sistema de dopamina do cérebro, a que mais deixa o usuário fora de si ou a que causa mais sintomas?

O uso de drogas pode causar inúmeras consequências negativas à saúde. E não é só o corpo que sofre quando se está viciado em substâncias alucinógenas: toda parte psicológica do indivíduo fica sensibilizada e a capacidade de julgamento, comprometida; especialmente durante os períodos de abstinência.

Essas crises, que levam o corpo a gritar pela droga em que foi viciado, são ainda mais agudas e nocivas quando as pessoas resolvem diminuir ou se livrar de vez do uso. De acordo com especialistas, o problema é tão sério que as tentativas de largar as substâncias podem causar dores, depressão e até alucinações.

5º lugar: Maconha

Embora um pouco mais leve que as crises de abstinência de outras drogas, a maconha pode causar períodos intensos de ansiedade, perda da capacidade de concentração, insônia e mau humor. Não há um consenso entre os profissionais da saúde, mas a maioria acredita que a maconha causa dependência depois de dois meses de uso constante.

4º lugar: Álcool

Depois do consumo abusivo e constante dessas substâncias por alguns anos, a dependência é certa. E não é por ser uma droga lícita que os efeitos de suas crises de abstinência são menos brutais. Quem entende do assunto garante que os dependentes apresentam tremores, aumento da pressão, agitação excessiva e perda da clareza para avaliar as coisas. Há ainda casos mais graves que podem resultar em alucinações e delírios.

3º lugar: Crack

Derivado da pasta de coca, o crack pode ser considerado uma versão mais barata da cocaína. Inclusive, os sintomas das crises de abstinência das duas substâncias costumam ser bastante parecidos. Apesar disso, o que difere as duas drogas é que as pedras de crack viciam ainda mais rápido, em apenas duas ou três fumadas.

2º lugar: Cocaína

A cocaína interfere diretamente no modo como o cérebro usa a dopamina para enviar mensagens entre um neurônio e outro. Basicamente, a cocaína evita que os neurônios “desliguem” o sinal receptivo de dopamina, resultando numa ativação anormal dos caminhos de recompensa. Em experimentos com animais, a cocaína eleva em três vezes os níveis de cocaína. Estima-se que entre 14 e 20 milhões de pessoas sejam dependentes de cocaína, droga que movimenta cerca de 75 bilhões de dólares anualmente. O entorpecente é tão perigoso que cerca de 21% das pessoas que o experimentam uma única vez tornam-se dependentes.

1º lugar: Heroína

A substância, que vicia em apenas cinco doses, é a campeã no quesito das crises de abstinência. Derivada do ópio, a substância ataca diretamente o sistema nervoso central e tende a causar mal-estar e a inquietação. Além disso, a pessoa que para de usar heroína apresenta aumento de pressão, dores musculares, insônia e vômitos.

Fonte: Super Curioso

Open chat
1
Olá! Problemas com drogas ou álcool? Vamos lhe ajudar!