04
abr

O álcool atrapalha na hipertrofia e no emagrecimento

Publicado em Alcoolismo
O álcool atrapalha na hipertrofia e no emagrecimento

Qual é a relação do álcool para quem busca hipertrofia muscular ou queima de gordura? Será que o álcool atrapalha no desenvolvimento muscular ou no emagrecimento?

A hipertrofia muscular e a queima de gordura são duas coisas bem complexas, pois envolvem uma série de cascatas enzimáticas e hormonais no organismo. Para que ocorra a hipertrofia muscular é necessário que os estímulos anabólicos – treinamento, dieta, suplementação e outros fatores – superem os efeitos catabólicos, aqueles responsáveis pela degradação muscular.

Infelizmente, para a tristeza de muitos, para aqueles que adoram chutar o balde no fim de semana e abusar do álcool, isso atrapalha bastante. O álcool e seus metabólitos afetam o crescimento muscular de várias maneiras, bloqueando tanto as cascatas enzimáticas quanto os estímulos hormonais que levam à hipertrofia, e dificultando a redução do percentual de gordura no corpo.

Fatores negativos do álcool para quem busca hipertrofia ou queima de gordura:

  1. Inibe a via enzimática da mTOR (uma das principais da hipertrofia), mais precisamente sobre a enzima S6K;
  2. Diminui a produção hepática de glicose que é uma das principais fontes de energia para recuperação muscular;
  3. Seu consumo afeta principalmente as fibras musculares tipo IIx (as mais importantes aos estímulos anabólicos);
  4. Aumenta a produção do hormônio CORTISOL (hormônio catabólico);
  5. Diminuem a produção de 2 dos principais hormônios anabólicos: testosterona e GH;
  6. Reduz a síntese proteica;
  7. Comprometimento da absorção de nutrientes;
  8. Sabemos que o estímulo às vias metabólicas da hipertrofia gerado pelo treinamento dura por até 10 dias. Quando ingerimos álcool este estímulo é bloqueado.

A diminuição do GH e TESTOSTERONA devido ao consumo do álcool começa a ocorrer a partir de um consumo superior a 1,5g/kg de peso corporal. Isso corresponde a 5-6 copos de cerveja ou 160ml de vodka, por exemplo, para uma pessoa de 70 kg . Algo bem fácil de se atingir em uma noite.

Além disso, o consumo de álcool é também responsável por lesões nas células hepáticas, acúmulo de gordura no fígado (esteatose hepática) e alterações na qualidade do sono (essencial para ao processo de melhora na composição corporal). Neste contexto é importante ressaltar que não existe um tipo de bebida alcoólica “menos pior”, a simples presença de uma pequena quantidade de etanol é capaz de desencadear todo este processo.

Portanto, para aqueles que tem como objetivo principal hipertrofia, emagrecimento, não consuma álcool.
Não se engane, consumo de álcool e melhora da composição corporal não andam juntos.

1
Olá! Problemas com drogas ou álcool? Vamos lhe ajudar!
Powered by